Camila Souza/GOVBA

Estimativa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) projeta que o setor de turismo perderá cerca de R$ 2,2 bilhões na primeira quinzena de março. Informações foram divulgadas nesta quinta-feira (19). Projeta-se ainda que os prejuízos sofridos têm potencial de reduzir até 115,6 mil empregos formais.

De acordo com a CNC, as restrições impostas pelo protocolo de ação mundial para frear a pandemia do coronavírus e o fechamento das fronteiras a estrangeiros afetaram o deslocamento de passageiros no Brasil e no mundo. A queda no fluxo de passageiros deve impor severas perdas ao turismo.

Em nota, o presidente da CNC, José Roberto Trados, disse que o setor de comércio, serviços e turismo é o que mais apresenta potencial de impacto negativo. “As atividades econômicas que o compõem dependem da circulação de mercadorias e consumidores”, indicou Trados.