Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

Presídios em São Paulo resgistraram fugas e rebeliões nesta segunda-feira (16). Só na unidade prisional em Mongaguá, na Baixada Santista, cerca de 400 detentos fugiram. Rebeliões ocorreram em quatro presídios no interior do estado: Tremembé, Mirandópolis, Porto Feliz e Sumaré.

Ações dos presos ocorreram após suspensão da saída temporária para os que se encontram em regime semiaberto, prevista para esta terça-feira (17). Segundo a Corregedoria-Geral da Justiça, a suspensão foi definida devido ao temor que presos retornassem às unidades com coronavírus e transmitissem a doença.

Em nota emitida pela Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), foi informado que 517 presos de três dos presídios foram recapturados pela Polícia Militar com apoio dos agentes de segurança penitenciária. Além disso, a SAP informou que “a medida foi necessária pois o benefício contemplaria mais de 34 mil sentenciados”, que teriam grande potencial para instalar e propagar o COVID-19.

Compartilhe