Foto: Divulgação/Freepik

O governo sul-africano pretende aumentar as tarifas de importação de frangos provenientes do Brasil, no intuito de impulsionar os produtores locais. As aves importadas dos Estados Unidos também deverão ter suas tarifas elevadas.

As novas tarifas não se aplicam à União Europeia devido a um acordo de livre comércio. Os EUA também ainda poderão exportar gratuitamente um máximo de 65.000 toneladas de porções de frango com osso congelado, um legado de uma disputa de 2015 por aves que ameaçou exilar a África do Sul do mercado norte-americano, excluindo-a do Crescimento Africano e Lei da Oportunidade.

O governo busca combater uma enxurrada de envios abaixo do preço para evitar impostos de importação, resultando em perdas anuais de 6,5 bilhões de rands (436 milhões de dólares) para a indústria local.

Dados do governo apontam que a África do Sul importou 383.000 toneladas de frango em 2018, excluindo carne desossada mecanicamente usada para fazer alimentos processados, como salsichas. Isso representa cerca de 19% da oferta total.

Artigo anteriorDestaques da agenda de quinta-feira
Próximo artigoA destacada atuação de Mandetta
Escritor, Jornalista e Cientista político, com foco em Accountability, formado pela Universidade de Brasilia. Pós-graduado em Relações Institucionais pelo Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais (IBMEC). Especialista em Processo Legislativo Federal e Ética e Administração. Exerce a função de analista político na Arko Advice, com dez anos de experiência, atua com o desenvolvimento de estratégias, mapeamento de stakeholders, consultoria e na elaboração de análises setoriais.