Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), em entrevista para a GloboNews na noite desta quarta-feira (5) afirmou o seguinte:

✓ Nos últimos três meses, a relação com o presidente Jair Bolsonaro melhorou muito. Em relação à pauta econômica, o Congresso estará junto com o governo.

✓ Há espaço para avançar tanto na reforma tributária quanto administrativa. A expectativa é que a Reforma Administrativa gere uma economia de R$ 400 bilhões em 10 anos.

✓ A Câmara está muito afinada com o ministro Paulo Guedes em relação à reforma administrativa.

✓ A redução de PIS/Cofins sobre combustíveis teria um impacto de R$ 48 bilhões nas contas do governo e não há espaço fiscal para isso. O importante é avançar na Reforma Tributária.

✓ Não há espaço para tributar lucros e dividendos sem compensar o imposto de pessoas jurídicas.

✓ A Reforma Tributária ajudará no crescimento, produtividade e geração de emprego. Assim como o Congresso enfrentou a Reforma Previdenciária, é preciso enfrentar a Reforma Tributária.

✓ Quanto ao Fundeb (Fundo da Educação Básica), que acaba em dezembro, é possível aumentar a contribuição da União de 10% para até 20%.

✓ A proposta do deputado Pedro Paulo que trata da regra de ouro será apensada à proposta da PEC Emergencial quando ela for aprovada pelo Senado e chegar na Câmara.

✓ Até março a Câmara dará uma solução para a questão da prisão após condenação em segunda instância.

Compartilhe