Foto: Estadão Conteúdo

O ministro da Economia, Paulo Guedes, optou nesta segunda-feira (3) por criar uma secretaria especial para o Programa de Parcerias de Investimentos (PPI). O PPI continuará sob orientações de Martha Seillier.


A decisão de Guedes contrariou alguns membros do governo, sobretudo sobre as expectativas do comando do programa. Martha foi uma das passageiras no voo exclusivo da FAB (Força Aérea Brasileira) do qual o secretário-executivo da Casa Civil, Vicente Santini, usufruiu indevidamente e foi exonerado.


O objetivo de Guedes com a mudança é que a secretaria do PPI possa unir esforços com a secretaria especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados, sob comando de Salim Mattar, “para acelerar o programa de privatização de empresas estatais”, segundo o ministério da Economia.

Compartilhe