Foto: Simon Dawson/ Reuters

O Reino Unido deixa a União Europeia, oficialmente, às 23 horas (20 horas no horário de Brasília) nesta sexta-feira (31), após três anos e meio do referendo do Brexit. O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, recebeu nesta quinta-feira (30), o secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, para tratar do acordo de livre-comércio pós-Brexit que será negociado em breve.

O crescimento econômico do Reino Unido tem caído desde o referendo. Em 2017, o crescimento foi de 1,8%; em 2018, 1,4%, segundo o Escritório de Estatísticas Nacionais. Ainda não se sabe, ao certo, o custo do Brexit para o Reino.

As negociações do Reino Unido com a União Europeia, em 2019, corresponderam a 49% do total. As duas partes irão enfrentar um período de transição por 11 meses, até dezembro, enquanto serão negociados os detalhes do novo relacionamento entre elas.


Dentre os acordos de saída, os mais importantes são:

  • Circulação de cidadãos europeus e britânicos entre Reino Unido e União Europeia
  • Permissão de residência e trabalho para europeus no Reino Unido e britânicos na UE
  • Comércio entre os dois com tarifas de importação, livre circulação de mercadorias
  • Circulação de alimentos
  • Questões de segurança, compartilhamento de dados e segurança
Compartilhe