Foto: Divulgação/Valor

O diretor-geral da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), Décio Oddone, anunciou nesta quarta-feira (15), que irá antecipar o fim de seu mandato, que teria fim em dezembro de 2020. 

Em carta à imprensa, afirmou que “como o tempo dos mandatos nem sempre casa com os ciclos de mudança, acredito que seja hora de iniciar o processo de composição da diretoria colegiada que deverá aprovar as alterações regulatórias que vão sustentar as transformações que começamos a construir. Diferentes desafios demandam profissionais com características distintas”.

Oddone irá permanecer no cargo até a aprovação de seu substituto. Ele destacou, ainda, que a execução do calendário plurianual de leilões; a oferta permanente; regulamentação do biometano; a transparência na divulgação dos preços da gasolina e do diesel; a regulação da qualidade da gasolina e a transparência das reuniões da diretoria como os principais avanços do setor desde 2016.

Compartilhe