Foto: Cecília Bastos/USP Imagens

O Ministério da Educação divulgou, nesta quinta-feira (12), dados do Índice Geral dos Cursos (IGC) e do Conceito Preliminar dos Cursos (CPC), que compõem o Sistema Nacional de Avaliação do Ensino Superior (Sinaes).

De acordo com a pesquisa, apenas 2% das instituições de ensino superior tanto públicas quanto privadas, e somente 1,7% dos cursos avaliados atingiram a nota máxima quando se trata dos índices de qualidade de educação do país.

“Se tivermos a maioria de cursos bons, somente os excelentes vão se destacar, mas isso não quer dizer que os demais são ruins. Se você tiver só cursos de excelência estilo Harvard, nesta metodologia você terá forçadamente mais cursos com nota 3 [avaliação média] e uma menor parte com notas 1 e 2 [avaliação baixa]; e 4 e 5 [avaliação alta] “, afirmou Rodrigo Capelato, diretor executivo da  Secretaria de Modalidades Especializadas de Educação.

Compartilhe