Foto: Fábio Tito/G1

O Brasil é o maior produtor de nióbio, com 90% do mercado mundial desse metal. Apesar da pequena demanda, possibilita uma série de aplicações, até mesmo na indústria de alta tecnologia. 

Hoje em dia, aproximadamente 80% do nióbio vendido no mundo é extraído no estado brasileiro de Minas Gerais e produzido pela Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração, representando praticamente um “monopólio” do país. 

O nióbio produzido em Araxá, cidade mineira, é exportado para mais de 50 países e é utilizado, sobretudo, na produção de aços especiais e superligas. A sua utilização é feita em automóveis, turbinas de avião, gasodutos, navios, aparelhos de ressonância magnética, lentes, piercings, bijuterias e até mesmo aceleradores de partículas.