Foto: Agência Senado

O presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre (DEM-AP), viajou para Madri, na Espanha, para participar da Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP-25), no intuito de demonstrar o compromisso do Poder Legislativo para com a agenda ambientalista.

No sábado (7), Alcolumbre reuniu-se com representantes de ONGs brasileiras para tratar sobre essas políticas, e afirmou que o debate nas duas Casas Legislativas acontece em concordância com a preservação das riquezas naturais: “O Parlamento brasileiro não vai, em hipótese alguma, em nenhum momento, sob a nossa liderança, se curvar em a uma decisão unilateral do governo federal”, disse o Presidente do Senado em referência às atitudes tomadas pelo Governo quanto ao meio ambiente, como a transferência de demarcação de terras indígenas da Funai para o Ministério da Agricultura.

Desde 2009, apenas no Senado, foram aprovados mais de 65 projetos e propostas na área. O senador também afirmou que não flexibilizará as leis ambientais, como tem defendido o Presidente da República, Jair Bolsonaro, e fez questão de frisar sua experiência o assunto ambiental, posto que participou d COP 23, em 2017, em Bonn, Alemanha,.

Junto com Alcolumbre, estão o presidente da Comissão de Meio Ambiente (CMA), o senador Fabiano Contarato (REDE-ES), e os senadores Eliizane Gama (CIDADANIA-MA) e Randolfe Rodrigues (REDE-AP).