Melanie d'Haese Grosbelli/Femama

A Comissão Mista de Combate à Violência Contra a Mulher realizou, nesta quarta-feira (16), uma audiência pública sobre o Projeto de Lei 143/2018, que estabelece a realização de exames para diagnóstico de câncer em até 30 dias pelo Sistema Único de Saúde. 

Debatedores presentes informaram que, em suspeita de câncer, o tempo “é absolutamente indispensável para a vida ou para a morte”. O diagnóstico precoce auxilia na melhora da resposta clínica ao tratamento e poupa gastos com eventuais cirurgias e tratamento posterior de casos avançados. Há uma discrepância entre a demanda dos diagnósticos e a capacidade do SUS de proporcioná-los.

Segundo o coordenador-geral de atenção especializada do Ministério da Saúde, Renato Teixeira Lima, 40% das mortes causadas por câncer poderiam ser evitadas se adotadas medidas de tratamento precoce. O câncer de mama é o mais agressivo e avança rapidamente, representando 29% dos casos novos no Brasil. 

Compartilhe