REUTERS/Jonathan Ernst

O presidente dos Estados Unidos Donald Trump comunicou no final da semana passada que o acordo parcial entre os EUA e a China deve começar imediatamente.  Segundo o presidente estadunidense, o acordo deve ser assinado ainda no próximo mês. A medida significa uma trégua entre a guerra comercial entre os países, que já se arrastava por 18 meses.

A perspectiva de um acordo e do fim da guerra comercial anima o mercado de forma geral. Para Trump, é a melhor e maior medida que poderia se tomar para os agricultores americanos e também possui “outros aspectos do acordo também são fantásticos – tecnologia, setor financeiro, US$ 16.000 a US$ 20.000 em aviões da Boeing, etc”.

Segundo Trump, o acordo era a primeira fase de um entendimento mais amplo e que as reuniões foram produtivas. A imprensa chinesa tem defendido um acordo comercial “parcial” e afirmado que seria mais viável e beneficiaria ambos os países.

Compartilhe