Divulgação

O Instituto Butantan está na fase final de produção da vacina contra a dengue, que será disponibilizado para a população via Sistema Único de Saúde (SUS) em 2022. A expectativa dos pesquisadores é que essa fórmula seja indicada para pessoas infectadas com um dos quatro subtipos de dengue e também para quem nunca teve a doença, como preventivo. 

“Isso nos dá muito orgulho porque é uma instituição pública e é um desenvolvimento tecnológico nacional. Vamos produzir a vacina não só para o mercado brasileiro, mas para toda a comunidade mundial”, afirmou o secretário de Vigilância em Saúde do ministério da Saúde, Wanderson Kleber de Oliveira. 

Em 2019, o ministério da Saúde registrou 1.439.471 casos de dengue no país. No ano passado, em 2018, o ministério registrou 205.791 casos no mesmo período, um crescimento de 599,5%. Os estados mais atingidos foram Minas Gerais, Goiás, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal. Foram confirmadas 591 mortes em 2019.

Compartilhe