Michael Melo/Metrópoles
Spread the love

O Palácio dos Bandeirantes começou a veicular uma campanha publicitária que objetiva construir uma agenda positiva para o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), na área de segurança pública. A peça publicitária dialoga essencialmente com o eleitor mais conservador.

A propaganda do governo Doria tem como ênfase os serviços prestados pela polícia paulista, que é apresentada como “a melhor do país”. A mensagem também destaca os serviços de emergência Disque Denúncia e o 190.

A aposta na comunicação nessa área ocorre em meio a divulgação de índices positivos no Estado na área da segurança, como o menor índice de homicídios no estado da história e dados sobre operações.

Ao fim do primeiro semestre deste ano, a queda chegou, segundo o governo, a 6,5 por 100 mil. Por outro lado, a letalidade policial cresceu 11% no período.

A peça de Doria também enaltece o encarceramento, reforçando o slogan “Polícia na rua, bandido na cadeia”.

A prioridade que o governador vem dando à segurança teve início em janeiro, quando estruturou uma Secretaria da Segurança Pública com o general da reserva João Camilo Pires de Campos no comando da pasta, o que aumentou o poder e a integração das policiais civil e militar. Além disso, João Doria tem intensificado a compra de armas e carros de patrulha.

Doria também tem buscado construir uma agenda positiva na habitação. Na semana passada, o governador anunciou o investimento de R$ 1 bilhão para um novo programa habitacional no estado, em formato de PPP (Parceria Público-Privada).

Ou seja, ao mesmo tempo em que dialogar com o público mais conservador através da bandeira da segurança pública, também mira o eleitorado de classe média e classe média baixa com investimentos na habitação.