Reprodução/windy.com

O Instituto Nacional de Meteorologia informou que enormes incêndios estão ocorrendo na tríplice fronteira entre Brasil, Bolívia e Paraguai nas últimas 48 horas. Os maiores focos de incêndio estão nos estados do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Rondônia. 

Nesta segunda-feira (19), a capital paulista escureceu às 15h. Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, o fenômeno foi causado por nuvens cumulonimbus carregadas, atreladas às queimadas descontroladas que ocorrem nas últimas horas. O vento trouxe a fumaça até o estado de São Paulo. 

O INPE divulgou que, em 2019, as queimadas tiveram um aumento de 83% em relação ao ano anterior. A Rondônia é o quinto Estado no país com mais focos de incêndio neste ano, com 5.533. O primeiro é Mato Grosso, com 13.682 focos. 

A fuligem resultante das queimadas geram riscos à saúde da população e para o transporte aéreo. A época da seca favorece a dispersão do incêndio. “No fim da semana passada, principalmente na sexta-feira (16), dava pra ver nitidamente uma pluma de fumaça descendo em direção ao Sul do Brasil. O fluxo dos ventos virou de tal forma que trouxe a fumaça, mas isso não estava previsto”, afirmou Josélia Pegorim, meteorologista do Climatempo.

Compartilhe