Divulgação/Cade

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica continua aguardando a recomposição de seus integrantes. No meio tempo, cinco processos de compra e venda de empresas estão prontos para serem julgados pelo conselho. 

A falta de membros no Cade atualmente está travando a efetivação de R$ 152,5 bilhões. O maior caso se refere à compra da Red Hat, empresa de software, pela IBM, uma gigante no ramo da tecnologia. Essa transação global movimentará R$ 134 bilhões e precisa passar pelo Cade, já que as empresas atuam no Brasil. 

A falta de quórum no conselho é o maior desafio. É necessário pelo menos quatro integrantes para convocar uma sessão com esse objetivo. As outras compras são da Avon pela Natura, a Nextel pela Claro e a Red Bull pela Ambev. 

Compartilhe