Arquivo/Agência Brasil
Spread the love

A fim de combater a corrupção, a lavagem de dinheiro e a sonegação fiscal, algumas entidades recomendam que as cédulas de R$100 sejam retiradas de circulação. 

O movimento Transparência Partidária, Instituto Não Aceito Corrupção, Instituto Ethos e outros, elaboraram um ofício para a diretora de Meio Circulante do Banco Central, Carolina de Assis Barros, reforçando a solicitação. 

A tendência de remover as altas cédulas é mundial e já foi adotada em diversos países desenvolvidos. A proposta visa aumentar a dificuldade de grandes transações em espécie e segundo Roberto Livianu, “o crime prefere notas de R$ 100. Eliminá-las no mínimo dobra a dificuldade de transporte e armazenamento de dinheiro vivo dos criminosos”.