Divulgação

O governo do Distrito Federal lançou um plano para que Brasília se torne a primeira cidade inteligente da América Latina. O primeiro passo será no transporte urbano terrestre, utilizando inteligência artificial. O GDF objetiva a implementação de um “ônibus autônomo”, que não necessita de motorista, para transitar pela Esplanada dos Ministérios durante a fase de teste.

A empresa responsável pelo projeto é americana, localizada no Vale do Silício. As negociações ainda estão em andamento. O ônibus autônomo será programado para evitar acidentes, permitir que o trânsito flua e promover uma boa viagem aos passageiros. 

Estima-se que o contrato seja fechado nos próximos 60 dias e, após esse período, o ônibus será transportado à Brasília. Segundo Gilvan Máximo, secretário de Ciência e Tecnologia de Brasília, “os próximos encontros servirão para conhecer a tecnologia. Será um projeto piloto para avaliar a expansão posteriormente. O ônibus será completamente autônomo, sem a necessidade de motorista ou qualquer outro funcionário. O software já foi desenvolvido, e o trajeto simples da Esplanada é ideal para testá-lo”.