José Cruz/Agência Brasil

Os prestadores de serviços do Disque 100 (Disque Direitos Humanos, canal de denúncia de violação dos direitos humanos) e do Ligue 180 (Central de Atendimento da Mulher, canal de denúncias e informações sobre violência contra a mulher), receberam treinamento de capacitação para atender casos de automutilação e suicídio. 

O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, em parceria com a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), irá garantir treinamentos gratuita para os atendentes da Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos. 

“A importância é termos um canal aberto, preparado, para falar com a pessoa que está em sofrimento. Não é só ouvir, é saber o que dizer. Então o treinamento vem para ensinar os nossos atendentes o que dizer”, afirmou Damares Alves, ministra do MMFDH.