Procuradores do Ministério Público Federal (MPF) teriam reclamado de violações éticas supostamente cometidas pelo então juiz Sérgio Moro, conforme mensagens divulgadas pelo site The Intercept Brasil na madrugada deste sábado, 29.

De acordo com o site, os procuradores estariam temendo pela perda de credibilidade da Operação Lava Jato com a ida de Moro para Ministro da Justiça e Segurança do governo de Jair Bolsonaro. Na conversa, os participantes fizeram críticas à agenda política e pessoal de Moro, além de acusarem de desrespeitar os limites da magistratura para conserguir alcançar suas metas.

Certa altura da conversa, a procuradora Monique Cheker teria dito que “Moro viola sempre o sistema acusatório e é tolerado por seus resultados”.