Na terça-feira (18), a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) deve votar o projeto de lei de iniciativa popular conhecido como “Dez medidas contra a corrupção”.

O PLC 27/2017 nasceu de uma campanha de procuradores da República e foi aprovado pela Câmara com modificações, o que gerou controvérsia. Parado no Senado há dois anos, ele deve finalmente avançar depois de ter sido pautado na reunião anterior pela presidente da CCJ, senadora Simone Tebet (MDB-MS).

O senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), relator do projeto, apresentou seu parecer, favorável à grande parte da versão que veio da Câmara. Pacheco acrescentou sete emendas que modificam o texto. Caso o PLC seja aprovado no Senado com essas mudanças, ele precisará voltar para os deputados para uma avaliação final.