De acordo com informações veiculadas pela imprensa no final de semana, há o risco de nova paralisação de caminhoneiros no próximo sábado (30). A categoria reclama que compromissos assumidos pelo governo Michel Temer no ano passado não estão sendo cumpridos.

As principais reivindicações são o respeito ao piso mínimo da tabela de frete e o preço do óleo diesel. Na semana passada, Wallace Landim, presidente das associações Abrava e BrasCoop, que representam a classe de caminhoneiros, teve reunião com o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. Landim também teve encontro com a diretoria da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e, na sexta-feira, 22, se reuniu com o secretário executivo do Ministério da Infraestrutura, Marcelo Sampaio.

A expectativa é que o governo se manifeste sobre as reivindicações da categoria nos próximos dias.