O resultado favorável ao presidente Michel Temer com relação à denúncia feita pelo Ministério Público Federal não foi uma surpresa para alguns analistas políticos e jornalistas do ramo.

No entanto, a precisão das análises e justificativas com relação ao comportamento das bancadas e posicionamento das lideranças, colocou em destaque a leitura da Arko Advice do cenário e possíveis resultados da votação.

Anthony Boadle, jornalista e correspondente da Reuters, publicou em seu perfil no Twitter estar impressionado pelos 263 votos a favor de Temer serem exatamente a média entre o mínimo e o máximo de votos previstos pela Arko Advice.

“O ponto médio entre 257 e 270 é… 263 votos a favor de Temer. Estou impressionado Arko! Sólida projeção!!”

Kenneth Rapoza, jornalista e colaborador da Forbes, tendo também feito a cobertura para Wall Street Journal e Dow Jones de negócios e investimentos em mercados emergentes, em seu perfil no microblog, parabenizou Thiago de Aragão, diretor de estratégia da Arko Advice, pelo acerto sobre o fim da investigação contra Temer:

“@ThiagoGdeAragao estava certo sobre: Temer: investigação não seguirá adiante. Boa análise, Thiago. Alguma vez você erra?”

Previsão da Arko

Na manhã do dia da votação o Blog da Política Brasileira publicou a seguinte nota com a análise da Arko Advice: “A Câmara tenta votar nesta quarta-feira (02) autorização para que o Supremo Tribunal Federal investigue o presidente da República, Michel Temer, na acusação pelo crime de corrupção passiva. A Arko Advice fez uma avaliação sobre o que cada placar da votação representa para o governo do presidente Michel Temer: a tendência é que a denúncia seja recusada. O governo deve conseguir entre 257 e 270 votos a seu favor”.