Os principais eventos desta terça-feira são os seguintes:

1. O Tribunal Superior Eleitoral analisa, a partir das 19h, o processo que pede a cassação da chapa Dilma-Temer, eleita em 2014.

2. A Câmara pode votar Projeto de Lei 7425/17, que permite o controle acionário das companhias aéreas brasileiras pelo capital estrangeiro.

3. A Comissão de Assuntos Econômicos do Senado pode votar projeto sobre Reforma Trabalhista.

4. A Comissão Mista que discute a MP nº 774/17, que acaba com a desoneração da folha de pagamentos para vários setores da economia, realiza audiência pública com o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade, o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, entre outros.

5. O presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, participa da abertura, em Brasília, do 1º Encontro de Especialistas da Iniciativa para a Inclusão Financeira da América Latina e Caribe (Filac), da Aliança para Inclusão Financeira (AFI).

6. O Banco Central divulga a ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), quando o colegiado reduziu de 11,25% para 10,25% ao ano a taxa básica de juros.

7. Veiculação do programa partidário do PP, em cadeia de rádio e TV, com duração de 10 minutos.

8. Anfavea divulga vendas do setor em maio.

Operação Manus

A Polícia Federal prendeu na manhã desta terça-feira (6) o ex-ministro do Turismo e ex-presidente da Câmara Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN). O mandado de prisão foi expedido pela Justiça Federal do Rio Grande do Norte e é um desdobramento das delações da Odebrecht. Há também mandado de prisão contra o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), preso no Paraná por decisão do juiz Sergio Moro desde outubro do ano passado.

Batizada de Manus, a operação investiga corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro na construção da Arena das Dunas, em Natal. Segundo PF, o sobrepreço chega a R$ 77 milhões. Foram cumpridos 33 mandados, sendo cinco mandados de prisão preventiva (sem prazo), seis de condução coercitiva, quando alguém é levado a depor, e 22 de busca e apreensão nos no Rio Grande do Norte e no Paraná.