Haverá segundo turno em 55 das 92 cidades com mais de 200 mil eleitores, sendo que 18 delas são capitais. PSDB e PMDB saem como os novos protagonistas da política nacional, em substituição à polarização PT x PSDB. Não por acaso, tucanos e peemedebistas serão adversários diretos em quatro cidades do G-93 (cidades com mais de 200 mil eleitores, além da capital de Tocantins, Palmas) no segundo turno.

Os tucanos foram os que mais cresceram proporcionalmente em número de prefeitos entre os grandes partidos. O PSDB foi a sigla que mais conquistou prefeituras no G-93 e a que mais disputará a eleição no segundo turno nas capitais e nas grandes cidades.

O partido registrou expansão de 15,6% em relação ao número de municípios conquistados no pleito de 2012 (de 686 para 791 cidades). No G-93, os tucanos conquistaram 14 prefeituras e estão no segundo turno em outras 19.

Já os peemedebistas se mantiveram como a maior força municipal do país em número de prefeituras. A sigla venceu em 1.028 cidades, número pouco superior ao obtido no pleito de 2012, quando elegeu 1.015 prefeitos. Foi também a segunda legenda que mais venceu no primeiro turno dentro do G-93, com seis municípios, podendo ampliar esse número na segundo etapa da eleição, pois vai disputar em outros 14.

O grande derrotado, conforme esperado, foi o PT, que teve uma queda de 59,4% em relação ao total de prefeitos eleitos em 2012. Devido a esse expressivo tombo, os petistas foram superados por legendas consideradas “médias”, como PSD, PP, PSB, PDT, PR, DEM e PTB.

Redutos de tucanos e peemedebistas

O PSDB disputará o segundo turno em oito capitais (Belo Horizonte, Belém, Campo Grande, Cuiabá, Maceió, Manaus, Porto Velho e Porto Alegre), enquanto o PMDB estará presente em seis (Cuiabá, Florianópolis, Goiânia, Macapá, Maceió e Porto Alegre).

pmdb-psdb

Apesar do bom desempenho do PMDB nas capitais, o PSDB pode ser considerado o grande vitorioso, pois venceu em São Paulo, a capital mais cobiçada do país. Os tucanos estão ainda no segundo turno em Belo Horizonte, capital do estratégico estado de Minas Gerais. Além de vitórias mais relevantes, o PSDB pode, após o segundo turno, ser o partido com o maior número de capitais.

pmdb-eleições

As eleições nas capitais mostram uma alteração na polarização política do país, ancorada até então em PT e PSDB. Os resultados do primeiro turno da disputa deste ano mostram que PSDB e PMDB despontam agora como principais protagonistas.

Esse resultado, por um lado, é positivo para o governo Michel Temer, já que PMDB e PSDB são os principais partidos da base aliada. Por outro lado , traz desafios, já que peemedebistas e tucanos ampliarão suas ambições de poder para 2018.