O personagem da semana é empresário, ex-senador e reside hoje na penitenciária da Papuda, em Brasília, condenado a 31 anos por corrupção. Luiz Estevão de Oliveira Neto calcula sua fortuna em mais de 30 bilhões de reais e já foi citado em muitos casos suspeitos. O mais atual pode, inclusive, causar certo bem à sua imagem, pois ele surge como uma importante testemunha da Operação Lava-Jato, depois da divulgação de grampos feitos pela deputada distrital Liliane Roriz (PTB).

O personagem da semana costuma ser avaliado por meio de sua atuação nas redes sociais, porém não foi possível encontrar perfis próprios do ex-senador Luiz Estevão então colocamos em destaque algumas notícias.

Bola Fora Bola Dentro
Principal personagem do desvio nas obras do fórum trabalhista de São Paulo, Luiz Estevão entrou para a história como o primeiro senador a ser cassado pelos colegas, ainda em 1999. Determinado e inteligente sempre soube lidar com as regras do jogo do mercado, da política e da economia.
Sempre teve seu nome ligado a esquemas de corrupção, desvios de recursos públicos e favorecimento em contratos públicos. Empresário bem sucedido, mesmo com os revezes legais ainda possui um patrimônio relevante.
Financiou irregularmente a reforma do bloco onde cumpre a sua pena no presídio da Papuda. MP investiga esquema que permitiu a realização da obra.

Patrimônio Imobiliário

Em quatro décadas de Brasília, Luiz Estevão fez do investimento imobiliário seu negócio e seu legado. É o maior dono de propriedades rurais no Distrito Federal, onde caberiam pelo menos sete cidades inteiras. Só perde para a Terracap, a Companhia Imobiliária de Brasília. (Correio Brasiliense)

Crédito: Adauto Cruz/CB/D.A Press. Brasil. Brasília - DF. Série das terras. Luiz Estevão, maior proprietário rural do DF, em sua fazenda Santa Prisca, uma propriedade enorme que fica próximo a Santa Maria.

Acordo milionário

Como parte de sua condenação, Estevão firmou com o governo federal um acordo em que reconhece um débito de R$ 468 milhões. Ele se comprometeu a devolver esse montante com o depósito de R$ 80 milhões à vista. O restante seria parcelado em oito anos. Pelo acerto com a AGU, o governo mantém a penhora de 1,2 mil imóveis do empresário, no valor total de 150% da dívida. (Correio Brasiliense)

Grampo de Liliane Roriz

Gravações do ex-senador em conversa com Liliane Roriz ligam UTI Gate com a Operação Lava jato. Denúncia está no Ministério Público.

Moro vai ouvir Estevão

Em breve Luiz Estevão poderá ser chamado para depoimento pela força tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba. Trará novas informações sobre Gim Argello que teria recebido dinheiro de empreiteiras para que as empresas não fossem investigadas na CPI da Petrobras. (Correio Brasiliense)

moro
Estevão, Moro e Gim Argelo

Ironia e deboche

Nas gravações Luiz Estevão fala abertamente sobre Brasília e as relações empresariais e públicas. E faz seu autorretrato: “A cidade só tem um bandido que é conhecido, com diploma pregado na parede. Quem é o único bandido diplomado de Brasília? Diga, pode falar o que o seu sorriso está dizendo. Quem é o único bandido diplomado de Brasília? Pode dizer, quem é? Luiz Estevão”. (Veja)