O que podemos esperar do Governo de Michel Temer? Trazemos os 5 maiores nomes de confiança do atual Presidente da República:

Henrique Meirelles

henrique-meirellesAté ser convidado para comandar a economia (Ministério da Fazenda), o ex-presidente do Banco Central tinha relações formais com o futuro presidente. Hoje, o entendimento entre ambos se fortalece com uma admiração recíproca. Meirelles será uma espécie de primeiro-ministro, com influência sobre vários setores. Dividirá com o presidente a árdua missão de recuperar a confiança, por enquanto com medidas que demorarão a se tornarem concretas, mas capazes de apontar com clareza o rumo da estabilização.

Eliseu PadilhaEliseu Padilha

um dos mais competentes operadores políticos do partido, encarregado da formação de quadros e treinamento de cabos eleitorais nas fases pré-campanha. Especialista na contabilização de apoios na véspera das grandes votações, é o braço direito de Temer. Na Casa Civil será o responsável pelo principal filtro político do novo presidente. Ex-ministro dos Transportes e da Aviação, tem bons contatos no setor privado e domina o relacionamento com os parlamentares da base aliada de Temer

Moreira Franco

Ex-prefeito de Niterói e ex-governador do Rio de Janeiro, vai coordenar as privatizações na área de infraestrutura, tema que passou a dominar ao ocupar o Ministério da Aviação. Foi o primeiro do grupo do Jaburu a confrontar a presidente Dilma e dar contornos ao que os petistas etiquetaram de conspiração, mais tarde golpe. Moreira é dos maiores conhecedores do pensamento estratégico de Michel Temer, com quem senta-se à mesa quase todos os dias no jantar e fazer planos para a economia.

Geddel Vieira Lima

Geddel Vieira Lima

Conhecido por seus métodos agressivos de fazer política, o baiano Geddel foi um dos primeiros políticos do PMDB a forçar o rompimento com o PT e a apoiar o impeachment. Ex-vice-presidente da Caixa Econômica, será o futuro secretário-geral da Presidência, por onde passam as decisões políticas mais importantes e parte da formulação do relacionamento com a base aliada. É um dos principais defensores do lançamento de candidatura própria à presidência da República em 2018.

Romero JucáRomero Jucá

Líder do governo no Senado nos últimos 20 anos, domina os fundamentos da economia, é hábil negociador e tem uma enorme capacidade de aproximar interesses empresariais do Congresso. Homem de confiança de Temer, assumiu a presidência do partido quando o então vice-presidente teve que se afastar, no calor do embate com os petistas, para evitar maiores desgastes. Terá papel importante na formulação de medidas econômicas pró-ajuste e da estratégia de convencimento parlamentar para aprova-las.

Henrique Eduardo AlvesHenrique Eduardo Alves

Ex-presidente da Câmara e ex-deputado com o segundo maior número de mandatos consecutivos (11), foi o primeiro a desembarcar do governo Dilma – onde ocupava o cargo de ministro do Turismo – depois do rompimento do PMDB. Parceiro de primeira hora de Michel Temer, fez política ao lado do lendário Ulysses Guimarães, a quem seu pai, Aluízio Alves, ex-governador do Rio Grande do Norte, foi ligado. Em 2014 perdeu a eleição para comandar seu estado por falta de apoio do ex-presidente Lula.