O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), marcou a votação da admissibilidade do impeachment para esta quarta-feira, a partir das 9h. A ideia é que haja uma interrupção às 12h. A sessão será retomada às 13h e segue até às 18h. Será feita uma nova pausa e retomar às 19h. Os senadores terão 15 minutos, cada um, para fazer suas colocações. Os líderes dos partidos ainda poderão falar entre dois e três minutos para orientar as suas bancadas.

O relator, senador Antônio Anastasia (PSDB-MG), fará a leitura de seu parecer no último bloco de discussões (após às 19h). Em seguida, falará o Advogado-Geral da União, José Eduardo Carodozo.

Diferente do que aconteceu na Câmara, a votação será eletrônica. Estima-se que esse processo seja rápido, de cinco a 10 minutos. A votação pode acabar entre 21h e 23h.

A tendência é que ela seja aprovada com 57 votos a favor, 21 contra e uma abstenção. Clique aqui e veja a tendência de voto dos senadores.