Presidente interino da Câmara, o deputado Waldir Maranhão (PP-MA) entrou de repente hoje pela manhã no plenário e encerrou a sessão desta quinta-feira. Vários deputados se revezavam no microfone para comemorar a cassação de Cunha pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Revoltada, a deputada Luisa Erundina (Psol-SP) assumiu a cadeira da presidência e deu sequência à sessão, mas Maranhão mandou desligar as transmissões da TV Câmara. Inconformada com o encerramento intempestivo, a deputada Luiza Erundina (Psol-SP) liderou um motim no plenário, se sentou à Mesa e tentou dar continuidade à sessão, mas Maranhão mandou desligar a transmissão da TV Câmara. Ela continuou na Mesa, presidindo a sessão e os deputados continuaram discursando.