Uma nova confusão se avizinha nos arredores da presidente Dilma Rousseff. O Partido dos Trabalhadores (PT), sobretudo a ala vinculada ao ex-presidente Lula, decidiu pressioná-la a deixar o PT. Trata-se de um plano de recuperação da credibilidade do partido. Os petistas acreditam que não haverá recuperação para o governo, abalado com as denúncias de corrupção envolvendo a Lava Jato e com a deterioração da economia. Será difícil convencê-la.

Custo da cachaça

O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) negocia com o governo do México um pacto para exportação e importação de bebida. A ideia é zerar a taxação da importação de tequila, assim como a de impostos da cachaça para o México.

Impeachment em pauta

Aliado fiel do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o deputado Paulo Pereira da Silva (SD-SP), o Paulinho da Força, acredita que o impeachment retorna à pauta política. Segundo ele, “Eduardo (Cunha) quer ver o circo pegar fogo, arrumando briga com o governo”, afirma. Os partidos de oposição aumentarão a pressão para o Supremo Tribunal Federal (STF) decidir sobre os embargos de declaração relacionados ao rito do afastamento.