Início Autores por O Brasilianista

O Brasilianista

7066 Publicações
Do editorial

Problemas já se acumulam em 2016

O novo ano tem apenas 12 dias de existência e os conflitos que o governo enfrenta em várias instâncias já se acumulam sobre a mesa da presidente. De todos esses eventos, aquele com maior poder tóxico é a denúncia contra Jaques Wagner.

Agenda do dia, 12

Picciani defende o nome do presidente do Senado, Renan Calheiros, para o lugar de Michel Temer na presidência do PMDB.

Personagens da semana: faltam respostas convincentes

2016 mantém o Palácio do Planalto sob nível de pressão parecido com aquele verificado no final do ano passado. Espremido entre a permanente ameaça do impeachment e as fragilidades da base aliada, a presidente Dilma pedala sem sair do lugar.

Agenda do dia, 11

O Banco Central - com apoio da presidente Dilma Rousseff e do ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, – poderá aumentar a taxa de juros.

Repetir erros

O governo terá que vencer a batalha do impeachment, o que vai provocar mortos e feridos nos vários grupos envolvidos no conflito. E as cicatrizes vão deixar marcas. Não será fácil recomeçar o governo Dilma. Mas se não reconhecer os erros do passado, vai correr o risco de cometê-los novamente.

Para sair do impasse

A principal ameaça de hoje é a volta da hiperinflação, cujos malefícios bem conhecemos. Principalmente para os mais pobres, os grandes prejudicados.

Os velhos discursos de sempre

“Pouca saúva, muita saúva, os males do Brasil são”, a frase do Macunaíma, de Mário de Andrade, personagem síntese do Brasil, continua atual.

O crédito do herói

Não vi o fim desse personagem da vida real, mas o roteiro está enigmaticamente semelhante ao do nosso herói, ou “ex-herói” romeno

Agenda do dia, 8

A cúpula do PT atrapalha o trabalho da equipe econômica. Membros da equipe observam que algumas ideias do partido (como usar recursos das reservas para estimular o crédito e baixar juros) devem ser deixadas de lado.

Clipping do dia, 8

O Supremo Tribunal Federal (STF) autorizou a quebra dos sigilos bancário e fiscal do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), de sua mulher, Cláudia Cruz, de sua filha, Danielle Dytz da Cunha, além de pelo menos três empresas ligadas à família.

ÚLTIMOS ARTIGOS

18,938FãsCurtir
450SeguidoresSeguir