Início Autores por Murillo de Aragão

Murillo de Aragão

86 Publicações
Murillo de Aragão é advogado, jornalista, professor, cientista político e presidente da Arko Advice Pesquisas e sócio fundador da Advocacia Murillo de Aragão. É Formado em Direito pela Faculdade de Direito do Distrito Federal (UniCEUB), é mestre em Ciência Política pela Universidade de Brasília e doutor em Sociologia (estudos latino-americanos) pelo Ceppac – Universidade de Brasília. Entre 1992 e 1997 foi pesquisador associado da Social Science Research Council (Nova York). Foi membro do “board” da International Federation of the Periodical Press (Londres) entre 1988 e 2002. Foi pesquisador da CAPES quando doutorando no CEPAC/UnB. É membro da Associação Brasileira de Ciência Política, da American Political Science Association, da Internacional Political Science Association, da Ordem do Advogado do Brasil (Distrito Federal) e do IBRADE - Instituto Brasileiro de Direito Eleitoral. Foi membro do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Presidência da República (2007 - 2018). Como membro do Conselho, foi chefe de delegações do organismo na Rússia , BRICs e Comunidade Européia. Como palestrante e analista político, Murillo de Aragão proferiu mais de duas centenas de palestras, nos últimos 20 anos, em Nova York, Miami, Londres, Edimburgo, São Francisco, San Diego, Lisboa, Washington, Boston, Porto, Buenos Aires, Santiago, Lima, Guatemala City, Madrid, Estocolmo, Milão, Roma , Amsterdã, Oslo, Paris, entre outras, para investidores estrangeiros sobre os cenários políticos e conjunturais do Brasil. Aragão lecionou as matérias “Comportamento Político” e “Processo Político e Legislação” no Departamento de Ciência Política da Universidade de Brasília. Foi professor visitante da Universidad Austral, Buenos Aires e consultor do Banco Mundial. É professor-adjunto da Columbia University (Nova York) . Em 2017, foi convidado para ser professor-adjunto na Columbia University (Nova York) onde leciona a cadeira “Sistema Político Brasileiro”. É autor e autor do seguintes livros: Grupos de Pressão no Congresso Nacional (Maltese, 1992), ‘Reforma Política – O Debate Inadiável (Civilização Brasileira, 2014) e Parem as Maquinas (Sulina, 2017). É colunista de opinião da revista Isto É, e do jornal, O Estado de São Paulo.

STF suspende nomeação de Alexandre Ramagem: e agora?

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, deferiu liminar em um Mandado de Segurança Coletivo impetrado pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT), no...

A Lua vem da Ásia

O dragão precisa reconstruir sua imagem perante o mundo A China é, de longe, o maior parceiro comercial do Brasil. E qualquer análise sobre a...

Bolsonaro: os riscos da radicalização das narrativas

O fim de semana foi marcado por carreatas de aliados do presidente Jair Bolsonaro em diversas capitais. Na cidade de São Paulo, onde a...

Uma recuperação difícil

A tolerância do brasileiro será ainda menor Um belo dia, por qualquer razão, a epidemia do novo coronavírus vai acabar. Seja porque teremos encontrado uma...

A reinvenção do governo Bolsonaro

O enfrentamento da crise exige outro padrão de atuação governamental Com mais de dois meses na agenda nacional, a Covid-19 aumentou o nível do embate...

Atrás do tempo perdido

O governo combate o coronavírus com espalhafato Dois meses e pouco após o novo coronavírus começar a se alastrar pelo mundo, a epidemia está assumindo proporções dantescas....

Efeitos da falta de convicção do governo federal

A semana passada terminou com a percepção consolidada de que as autoridades estão mais interessadas no embate político e em seus dividendos do que...

O caos obriga ao entendimento

Sem diálogo e cooperação, as sequelas da pandemia serão piores É recorrente usar a II Guerra Mundial como exemplo de gestão de crise. Quando a...

Impactos do coronavírus na agenda legislativa

A crise causada pela pandemia da covid-19 alterou completamente o roteiro do Congresso Nacional. Até a eclosão do problema no Brasil, havia uma visão...

Precisamos de lideranças de fato

A crise joga no limbo os incapazes e exalta os competentes O Brasil começava o ano satisfeito, com prognósticos de crescimento. Então, a pandemia de...

ÚLTIMOS ARTIGOS

18,876FãsCurtir
450SeguidoresSeguir