A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) realizou na manhã desta quinta-feira (30) o leilão de 6 lotes de linhas de transmissão de energia, na bolsa de valores (B3) em São Paulo. Eles compõem os treze lotes que serão ofertados de redes de transmissão de energia, a serem implantados em treze estados do país. Os lotes leiloados fazem parte do primeiro bloco do leilão. Grandes empresas do setor, nacionais e estrangeiras, confirmaram que vão participar da disputa.

Entre às 10h da manhã e às 13h desta quinta-feira, conforme a sequência adotada pela bolsa, para o lote 1 houve 11 concorrentes e o vencedor foi o Consórcio Verde, com o pagamento de R$283,3 milhões pela Receita Anual Permitida (RAP). No lote 2, teve a participação de 9 candidatos e foi vencido pelo Consórcio Olimpus 12, com a oferta de R$560 milhões pela RAP.

O lote 9 obteve 10 concorrentes e o ganhador foi a Cetep, com o pagamento de R$285,7 milhões. O lote 10, teve como vencedor a empresa Starlit, oferecendo R$87 milhões pela RAP. Já no lote 11, foram nove candidatos, com a vitória da Taesa com a oferta de R$18,2 milhões também pela RAP. Por fim, o lote 6 contou com a participação de dez concorrentes e quem levou a melhor foi a Neoenergia, que ofertou R$38,2 milhões. Entre os estados que receberão as linhas de transmissão de energia leiloados pela manhã, estão Minas Gerais, São Paulo, Espírito Santo, Mato Grosso, Pará, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul.

O leilão está previsto para ser retomado às 14h desta quinta-feira. No segundo bloco serão leiloados os lotes de número 4, 5, 6, 7, 8, 12 e 13.

Autor

  • Jornalista, formado pela UFMG, em 1973. Trabalhou em O Globo, Jornal do Brasil, Jornal de Brasília, Folha de S. Paulo, Assessoria de Imprensa do Ministério da Fazenda e sub-secretário de Imprensa e Divulgação da Presidência da República (1994 a 2003) e integrante da Assessoria Parlamentar da ANTT (2015-2021).