Início Governo Leilão da Aneel tem ágio de quase 60% em relação ao valor...

Leilão da Aneel tem ágio de quase 60% em relação ao valor do edital

Houve duas sessões e disputa entre vários grupos

Energia: MME autoriza importação e exportação da Argentina e Uruguai
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O leilão para construção, exploração e manutenção de 5.425 km de linhas de transmissão de energia realizado nesta quinta-feira na Bolsa de Valores de São Paulo (B3) marcou o segundo evento de peso do setor elétrico em um mês no mesmo local.

No dia 14 foi realizada a cerimônia do doque de campanha para celebrar a chegada das ações da Eletrobras, após a privatização da empresa, com a presença do presidente da República. No leilão desta quinta, houve disputa entre grupos interessados em arrematar os lotes oferecidos e o deságio, em relação ao preço da Receita Anual Permitida (RAP), fixado no edital, no caso do lote 7, chegou a 59.59%.

O leilão foi dividido em duas sessões, uma pela manhã, com início às 10h e interrupção para almoço, às 13h. Na parte da tarde os trabalhos foram reiniciados às 14h, com término por volta de 16h.

A previsão de investimento é de R$ 15,3 bilhões, com a criação de quase 32 mil empregos nas obras, que têm prazo de execução variando de 42 a 60 meses. O projeto prevê linhas de transmissão de 6.180 mega-volt-ampéres (MVA) e subestações. Os três primeiros lotes ofertados abrangem os estados de Minas Gerais, Espírito Santo e São Paulo têm previsão de investimento de 12,27 bilhões.

O lote 1, em Minas; lote 2 em Minas e São Paulo; lote 3, em Minas Gerais e Espírito Santo; lote 4 no Amapá; lote 5 na Bahia e em Sergipe; lote 6 em São Paulo; lote 7 no Pará; lote 8 em Rondônia; lote 9 em Mato Grosso e no Pará; lote 10 em Santa Catarina; lote 11 em Mato Grosso do Sul; lote 12 no Amazonas e lote 13 no Acre.

Lote 1 – Vencedor: Consórcio Verde, com o pagamento do valor de R$ 283.300.000,00 pela Receita Anual Permitida (RAP – remuneração pelo investimento). A empresa ofereceu deságio de 47,34% abaixo do valor de referência e deverá investir ao longo do contrato R$ 3,68 bilhões. Houve oito concorrentes pelo bloco.

Lote 2 – Vencedor: Neoenergia, com a oferta de R$ 360.000.000,00 pela RAP. Foi oferecido deságio de – 50,33% em relação ao valor de referência. O investimento estimado ao longo do contrato é de R$ 4,94 bilhões. Houve seis concorrentes na disputa.

Lote 3 – Vencedor CTEEP, com oferta de R$ 285.736.000,00 pela RAP.  deságio oferecido foi de – 46,75% abaixo do valor de referência. Os investimentos ao longo do contrato alcançam R$ 3,65 bilhões. Houve oito concorrentes pelo bloco.

Lote 4 – Vencedor: Zopone Engenharia e Comércio, com a oferta de R$ 38.893.000,00 pela RAP. A empresa pagou deságio de -5% abaixo do valor de referência. Houve dois concorrentes.

Lote 5 – Vencedor: Sterlite Brazil Participações, com o valor ofertado de R$ 22.000.000,00 pela RAP. O deságio foi de -26,52% em relação ao valor de referência. Concorreram três grupos.

Lote 6 – Vencedor: CTEEP, com o valor de R$ 13.433.000,00 pela RAP e com deságio de -59,21% abaixo do valor de referência. Três grupos participaram da disputa.

Lote 7 – Vencedor: Consórcio Engie Brasil Transmissão, com a oferta de  R$ 6.484.596,00 pela RAP. O deságio foi de -59,90% abaixo do valor de referência. Houve quatro concorrentes.

Lote 8 – Vencedor: Centrais Elétricas do Norte do Brasil – Eletronorte, que ofereceu R$ 12.252.258,58 pela RAP, com deságio de -38,57% em referência ao valor do edital. Houve três concorrentes.

Lote 9 – Vencedor: Sterlite Brazil Participações, com a oferta de R$ 87.600.000,00 pela RAP, deságio de – -32,96% abaixo do valor de referência. Houve sete concorrentes.

Lote 10 – Vencedor: Taesa, que ofertou R$ 18.787.000,00 pela RAP, deságio de -47,96% em relação ao valor de referência. Houve cinco concorrentes na disputa.

Lote 11 – Vencedor: Neoenergia, com a oferta de RAP: R$ 38.200.000,00 pela RAP, deságio de -45,74% abaixo do valor de referência. O lote teve sete concorrentes na disputa.

Lote 12 – Vencedor: Energisa Transmissão de Energia, com o valor de R$ 17.684.000,00 pela RAP, e deságio de -45,26% abaixo do valor de referência.

Lote 13 – Vencedor: Consórcio Norte, com valor de R$ 22.425.000,00 pela RAP e deságio de 31,00% em relação ao valor de referência. Houve dois concorrentes.

Autor

  • Jornalista, formado pela UFMG, em 1973. Trabalhou em O Globo, Jornal do Brasil, Jornal de Brasília, Folha de S. Paulo, Assessoria de Imprensa do Ministério da Fazenda e sub-secretário de Imprensa e Divulgação da Presidência da República (1994 a 2003) e integrante da Assessoria Parlamentar da ANTT (2015-2021).