Novo ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida é ex-assessor especial do Ministério da Economia. Foto: Anderson Riedel/PR

As comissões de Fiscalização Financeira e Controle; de Finanças e Tributação; de Minas e Energia; e de Viação e Transporte da Câmara dos Deputados marcaram para a esta terça-feira (21) uma audiência pública conjunta para ouvir o ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida. O site da Câmara informa a confirmação da presença do ministro.

A audiência foi requerida pelos deputados Jesus Sérgio (PDT-AC), Elias Vaz (PSB-GO), Ivan Valente (Psol-SP), Sâmia Bomfim (Psol-SP) e Vanderlei Macris (PSDB-SP) e tem como objetivo discutir o sobre plano de privatização da Petrobras e sobre os aumentos dos combustíveis.

O requerimento apresentado pelo deputado Jesus Sérgio (PDT-AC) afirma que o presidente da República se irrita com os reajustes praticados pela Petrobras, que tem no governo o seu acionista majoritário, e vai trocando as presidências da empresa e o ministro de Minas e Energia, mais para dar satisfação para a sociedade colocando a culpa nos dirigentes para controlar os preços.

O deputado Elias Vaz (PSB-GO) destaca que o novo Ministro das Minas e Energia, Adolfo Sachida, afirmou que sua primeira medida à frente da pasta, seria solicitar ao Ministro Paulo Guedes, que é Presidente do Conselho do PPI (Programa de Parcerias de Investimentos), para que se iniciem os estudos para viabilizar a privatização da Petrobras e a Pré-Sal Petróleo (PPSA).

Afirma ainda que privatização da Petrobras e da PPSA é um desejo antigo do Ministro Paulo Guedes. Porém, encontrou oposição na gestão do ex-ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque. Os dois deputados do PSOL lembram que dois em cada três brasileiros são contrários a qualquer tipo de privatização, citando dados de levantamento realizado sobre o tema pelo Instituto de Pesquisas Datafolha.

Já o deputado Vanderley Macris (PSDB-SP) afirma que é dever da Câmara, em especial da Comissão de Viação e Transporte, debater aumento dos combustíveis, bem como o entendimento da maneira que o transporte rodoviário de carga pode se recuperar nesta atual condição.

Na última sexta-feira (17), a Petrobras reajustou os preços do diesel e da gasolina. A pauta da política de preços da Petrobras ganhou destaque após o presidente da Câmara, Arthur Lira, convocar uma reunião com as lideranças partidárias para discutir o tema, visto o aumento nos preços dos combustíveis feito anunciado pela Petrobras. O encontro está previsto para esta segunda-feira (20).

Autores

  • Jornalista, formado pela UFMG, em 1973. Trabalhou em O Globo, Jornal do Brasil, Jornal de Brasília, Folha de S. Paulo, Assessoria de Imprensa do Ministério da Fazenda e sub-secretário de Imprensa e Divulgação da Presidência da República (1994 a 2003) e integrante da Assessoria Parlamentar da ANTT (2015-2021).