Foto: reprodução

A Polícia Federal informou, neste domingo (12), que foram encontrados um cartão de saúde com nome do funcionário da Funai, Bruno Pereira, e outros itens dele e de do jornalista inglês do The Guarndian, Dom Phillips.  Este domingo à tarde, os bombeiros disseram ter encontrado uma mochila, com um notebook e um par de sandálias na área onde são feitas as buscas pelo jornalista inglês e pelo indigenista, no vale do rio Javari, no interior do Amazonas.

O detalhamento dos objetos foi divulgado através de nota da Policia Federal.

Segundo a PF, foram encontrados:

  • Um cartão de saúde em nome de Bruno Pereira;
  • Uma calça preta de Bruno;
  • Um chinelo preto de Bruno;
  • Um par de botas de Bruno;
  • Um par de botas de Dom Phillips;
  • Uma mochila de Dom contendo roupas pessoais.

O material encontrado foi encaminhado para perícia em Manaus. O indigenista Bruno Pereira e o jornalista inglês Dom Phillips estão desaparecidos desde o dia 5 de junho.

O coordenador da equipe dos Bombeiros em Atalaia do Norte, Barbosa Amorim, disse que o material foi encontrado próximo à casa de Amarildo Costa de Oliveira, suspeito de envolvimento no crime, que segue preso no município.

Os objetos foram encontrados em uma área de igapó, uma região da Floresta Amazônica alagada pelos rios e com inúmeras árvores e estavam amarrados a um galho.

“O material foi encontrado próximo à casa dele (Amarildo), na comunidade de São Gabriel. A partir do local em que encontramos essas mochilas hoje, vamos dar continuidade nos mergulhos, principalmente nas árvores próximas, para certificar que não há nenhum outro material amarrado ali”, disse o coordenador.

A União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Univaja) também afirmou ter encontrado, no sábado (11), nova embarcação em área de busca pelos desaparecidos. De acordo com o procurador jurídico da Univaja, Eliésio Marubo, a embarcação pode pertencer ao suspeito de envolvimento no desaparecimento dos dois.

Nota divulgada neste domingo pela Univaja também trouxe a informação sobre a propriedade da embarcação ainda precisa ser confirmada pelos responsáveis pelas investigações.

Autor

  • Jornalista, formado pela UFMG, em 1973. Trabalhou em O Globo, Jornal do Brasil, Jornal de Brasília, Folha de S. Paulo, Assessoria de Imprensa do Ministério da Fazenda e sub-secretário de Imprensa e Divulgação da Presidência da República (1994 a 2003) e integrante da Assessoria Parlamentar da ANTT (2015-2021).