Fachada do Ministério da economia na Esplanada dos Ministérios. Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil

O Comitê-Executivo de Gestão (Gecex) da Câmara de Comércio Exterior (Camex) se reúne, nesta quarta-feira (11), para decidir quais itens terão redução do Imposto de Importação. Há pressão para que seja zerado o imposto sobre produtos da cesta básica e de insumos usados na construção civil, como o aço por exemplo.

No ano passado, o Ministério da Economia havia reduzido em 10% as tarifas de importação em bens de capital (BK) e de informática e telecomunicação (BIT). O plano do governo era a diminuição dessa porcentagem em todas as tarifas de importação. Entretanto, a medida não agradou deputados vinculados à indústria, que afirmaram que a decisão era inadequada para o momento frágil que o mercado nacional enfrentava com a pandemia, além de provocar uma concorrência desleal com as indústrias brasileiras.

A Gecex também deve deliberar sobre a redução de 10% na Tarifa Externa Comum (TEC). Em 2021, o secretário de Comércio Exterior, Roberto Fendt, afirmou que discussões sobre a modernização e redução do TEC já estavam em curso, enfatizando os parceiros do Mercosul. Em outubro do mesmo ano, Carlos França, ministro de Relações Exteriores, anunciou a diminuição da tarifa em 10% no Mercosul, após o acordo entre Brasil e Argentina.

Autor