Foto: Divulgação

O combate à pirataria no comércio eletrônico segue na pauta do governo. Nesta quarta-feira (13), a Secretaria Especial de Produtividade e Competitividade do Ministério da Economia (Sepec/ME) e o Conselho Nacional de Combate à Pirataria do Ministério da Justiça e Segurança Pública (CNCP/MJ) formaram um acordo de cooperação sobre o tema.

De acordo como governo, a ação tem como foco o combate à pirataria, inclusive no comércio eletrônico. Foi lançada uma cartilha educativa indicando medidas para coibir a venda de produtos pirateados em plataformas online.

Nos bastidores, o governo é pressionado por varejistas por medidas para eliminar vantagens competitivas de plataformas estrangeiras de ecommerce. Os donos das lojas brasileiras argumentam que as plataformas de vendas online adulteram a origem dos produtos como forma de driblar a fiscalização e a tributação.

Autor

  • Editora-chefe na Arko Advice, desde fevereiro de 2022. Antes, atuou como repórter de política na CNN Brasil. Foi correspondente internacional em Nova Iorque pela Record TV. Atua em redação há 18 anos.