Fachada Sendo Federal
Foto: Pedro França/Agência Senado

Pelas redes sociais, Randolfe Rodrigues afirmou que o senador Veneziano Vital do Rêgo confirmou o apoio à criação da “CPI do MEC”, completando então as 27 assinaturas necessárias para que o colegiado seja instalado no Senado. A ideia é investigar supostas irregularidades denunciadas no Ministério da Educação (MEC), como a atuação de pastores solicitando propina em nome do MEC.

A ala governista no Senado tenta conter o ruído e evitar a instalação. Mas para a abertura de uma CPI bastam as assinaturas, fato determinado e orçamento. Randolfe Rodrigues, autor do requerimento, solicita que a CPI tenha 11 membros e o mesmo número de titulares, e que os trabalhos durem 90 dias. Há um temor de a comissão possa ter efeitos e reflexos na campanha do presidente Jair Bolsonaro e seus aliados.

Para a CPI ser criada, o presidente do Senado precisa ler o requerimento em plenário.

Autor

  • Editora-chefe na Arko Advice, desde fevereiro de 2022. Antes, atuou como repórter de política na CNN Brasil. Foi correspondente internacional em Nova Iorque pela Record TV. Atua em redação há 18 anos.