O valor dos medicamentos poderá ficar até 10,89%, de acordo com o anuncio da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED).

A medida foi publicada no Diário Oficial da União (DOU), nesta quinta-feira (31) e entra em vigor a partir da data de sua publicação.

A partir desta sexta-feira (1º), as farmacêuticas já podem aplicar o reajuste, mas cabe às empresas definirem os novos preços, já que os percentuais são os de reajustes máximos.

Confira a íntegra da medida