Thomas Borberg

Os ministérios do Meio Ambiente e Minas e Energia preparam ações de fomento ao biometano. A expectativa é de que o anúncio do programa Metano Zero seja feito na segunda-feira (21).

Segundo apurou o O Brasilianista, será alterada a portaria em vigor e incluir os investimentos em biometano no Regime Especial de Incentivos para o Desenvolvimento da Infraestrutura (REIDI).

Neste caso, a cobrança de PIS/Cofins é suspensa para a compra de materiais de construção e equipamentos. A expectativa é de que com a inclusão do biometano no REIDI sejam construídas novas plantas para produzir o combustível. O investimento deve superar os R$ 7 bilhões.

O governo federal também vai editar decreto que prevê ações de incentivo para reduzir a emissão de metano e, por outro lado, estimular o uso de biogás e biometano como fontes renováveis de energia e combustível.

Biometano

O biometano é um insumo renovável que pode substituir o gás natural, incluindo o diesel e a gasolina.

É obtido pela retirada de vapor de água, gás carbônico, sulfeto de hidrogênio e tem maior poder de combustão que o biogás.

O biometano também pode ser utilizado para produzir biofertilizantes e até energia elétrica.

Autor

  • Jornalista pela Universidade Católica de Brasília. Nascida em Brasília-DF, tem passagem como repórter na Rádio Senado. No site O Brasilianista cobre política e economia.