Foto: Marcelo Min

O Ministério da Infraestrutura e o porto do Açu, no norte do Rio de Janeiro, assinaram na última segunda-feira (31), contrato de autorização para a construção de um ramal ferroviário que conectará o terminal à malha ferroviária nacional. Com 41 quilômetros, o ramal ligará os portos de Açu (RJ) e Ubu, em Anchieta, no sul do Espírito Santo, com a Estrada de Ferro Vitória a Minas. A previsão de investimento é de R$ 610 milhões.

O projeto terá capacidade para escoar 16 milhões de toneladas, sendo 8 milhões só de grãos. “Esses números indicam o potencial adicional de contribuição do porto a setores estratégicos da economia nacional, inclusive o agronegócio, e a enorme oportunidade de desenvolvimento industrial a partir desses investimentos”, afirmou o presidente do porto do Açu, José Firmo.

Como parte da outorga pela renovação antecipada da Estrada de Ferro Vitória a Minas, a Vale vai arcar com a construção de um ramal de 82 quilômetros até Anchieta (porto de Ubu). Conectados com os trilhos da Vitória a Minas, os portos de Açu e Ubu poderão escoar, futuramente, a produção agrícola do Centro-Oeste, recebendo cargas transportadas pela VLI, e minério de ferro pelos trens da Vale.

“Esses primeiros quilômetros da ferrovia, que vão ligar o porto e seus terminais ao complexo industrial, vão fazer diferença. Não vai demorar muito e vamos conseguir ligar Anchieta ao porto de Açu, tenho certeza. Vamos dar solução para a ligação ferroviária EF-118 (que liga Vitória ao Rio)”, disse o ministro Tarcísio de Freitas.