Governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB). Foto: Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

O presidente do PSD, Gilberto Kassab confirmou que o partido avalia lançar o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), como candidato à Presidência da República. Leite chegou a ser apresentado como pré-candidato pelo PSDB, mas saiu da disputa após perder as prévias tucanas.

O PSD faz essa aproximação com o governador gaúcho frente às dificuldades que a campanha do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (MG), tem enfrentado. O próprio senador ainda não confirmou se será o candidato da sigla. Segundo Kassab, o pré-candidato tem até o fim do da janela partidária, em abril, para decidir se realmente vai dar prosseguimento à campanha.

Kassab destacou que o candidato atende às expectativas do partido e disse ter uma independência em relação ao governo. “O Eduardo Leite tem condições, tem pré-requisitos para ser candidato. É jovem, é respeitado, já mostrou que tem vontade de ser Presidente da República. Nós não iremos caminhar com esse governo então o Eduardo, assim como o Rodrigo Pacheco, têm essa posição de estar alinhado com o partido na sua Ampla maioria de estar distante do governo”

Para o presidente da sigla, não está em questão se o PSD vai ter ou não um candidato no primeiro turno. Ter um nome na disputa é uma forma do partido investir na própria divulgação e alavancar candidaturas para a Câmara e o Senado. Contudo, segundo Kassab, se o PSD não estiver no segundo turno, é muito provável um apoio ao ex-presidente Lula.

Colaborou: Manuela Moura


Autor

  • Jornalista brasiliense formado pela Universidade de Brasília (UnB). Tem passagem como repórter pelo Correio Braziliense, Rádio CBN e Brasil61.com. No site O Brasilianista cobre economia e política.