Em que passo está a reforma administrativa?
(Murillo de Aragão) O Congresso, que mostra visão reformista em algumas ocasiões, tem recaídas sérias em direção ao arcaísmo - Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

A Comissão Mista de Orçamento da Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (7/12) projetos de lei que abrem crédito especial ou de R$ 3,857 bilhões no Orçamento federal de 2021. As propostas ainda devem ser votadas no Plenário do Congresso.

Entre os destaques, o PLN 42/21 destina R$ 300 milhões para concessão do auxílio gás, enquanto o PLN 43/21 reserva R$ 2,8 bilhões para pagar cota extra de auxílio emergencial. O dinheiro remanescente do auxílio emergencial vai pagar cota extra para pai que cria o filho sozinho. Já o auxílio gás chegará a todos os beneficiários do Auxílio Brasil até setembro de 2023.

O deputado Carlos Zarattini (PT-SP) questionou o cronograma de atendimento do auxílio gás, que vai alcançar 5,5 milhões de famílias em 2021. Para ele, o Orçamento de 2022 precisa contemplar todas as 24,5 milhões de famílias aptas a receber o recurso. “É uma vergonha. As pessoas não conseguem mais cozinhar com gás e estão usando lenha, pondo em risco sua saúde”, afirmou. A previsão do governo é expandir o benefício gradativamente até setembro de 2023.


Cliente Arko fica sabendo primeiro

Assine o Arko Private, serviço Arko para pessoa física, e tenha acesso exclusivo a um canal privado de interatividade e alertas em tempo real, além de relatórios, Lives Exclusivas e eventos especiais com figuras notáveis da nossa rede de contatos.