Início Congresso Câmara dos Deputados Audiência pública debate impactos das privatizações

Audiência pública debate impactos das privatizações

De acordo com os requerentes, mais de 200 projetos foram incorporados ao programa de privatização de 2020 a 2021

Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

A Comissão de Legislação Participativa da Câmara dos Deputados deve debater nesta segunda-feira (29), a partir das 13h30, os impactos das privatizações.

Atualmente, estão em andamento a privatização da Eletrobras, da Casa da Moeda, da Empresa Brasileira de Comunicação (EBC), dos Correios, da Telebras, do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) e a venda de participações acionárias da Infraero.

De acordo com os requerentes, deputada Erika Kokay (PT – DF) e deputado Leonardo Monteiro (PT – MG), foram incluídos mais de 200 projetos no Programa de Parceria de Investimentos (PPI), por meio do qual as privatizações são feitas, entre 2020 e 2021.

Quem participa?

Entre os participantes da audiência estão: o coordenador da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Serviço Público, deputado Rogério Correia (PT-MG); o coordenador da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Soberania Nacional, deputado Patrus Ananias (PT-MG); o coordenador da Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Correios, deputado Leonardo Monteiro; o coordenador da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Eletrobras, deputado Henrique Fontana (PT-RS); a coordenadora do Comitê Nacional em Defesa das Empresas Públicas, Rita Serrano;
um representante da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect); a representante do Coletivo Nacional dos Eletricitários Fabiola Latino Antezana; e, o presidente da Federação Nacional dos Empregados em Empresas e Órgãos Públicos e Privados de Processamento de Dados, Serviços de Informática e Similares (Fenadados), Carlos Alberto Valadares Pereira.

Autor

  • Jornalista brasiliense formada pela Universidade de Brasília (UnB). Passou pelas redações do Correio Braziliense e TV Record. No site O Brasilianista cobre economia e política.