Foto: Alan Santos/PR

Pela primeira vez, um Chefe de Estado brasileiro visita o Bahrein, em caráter oficial, e coube ao presidente Jair Bolsonaro, a missão de aproximar as duas nações. Junto de sua comitiva, o mandatário brasileiro participou do encontro empresarial da Câmara de Comércio Árabe-Brasileira na última terça-feira (16), na capital, Manama.

A conferência apresentou as oportunidades de relações comerciais entre os dois países. Bolsonaro destacou as oportunidades que o Brasil oferece para os investidores barenitas, dizendo que devido a sua extensão territorial, o país possui grandes terras agricultáveis que fornecem alimentação para cerca de um bilhão de pessoas no mundo, além de contar com várias riquezas mineiras.O presidente ainda comentou sobre o nióbio, minério esse que o Brasil detém 98% das jazidas.

Sobre a Covid-19, o presidente da República, salientou que o governo brasieliro investiu US$110 bilhões no enfrentamento à pandemia, além do país ter ficado entre os cinco menos afetados economicamente pelo Sars-Cov-2. Foi dito também, que o número de desempregados em 2020, durante a pandemia, foi inferior ao número de 2019.

A marca de US$22 bilhões anuais é a meta da Câmara de Comércio Árabe-Brasileira e o comércio entre Brasil,Bahrein e o mundo árabe, faz parte desse planejamento. Nos primeiros nove meses do presente ano, as exportações bilaterais somaram quase US$1 bilhão, o que tornou o Bahrein o terceiro maior mercado para os produtos brasileiros no mundo árabe.

Embaixada brasileira no Bahrein

A participação do presidente da República, Jair Bolsonaro, na inauguração da embaixada do Brasil no Bahrein, foi um marco na relação entre os dois países. Estavam presentes também na comitiva, os ministros Gilson Machado (Turismo), Augusto Heleno (GSI), Carlos França (MRE) e Braga Netto (MD).

Em outubro do corrente ano, Bolsonaro assinou um decreto para a criação da embaixada no país arabe, com o intuito de reforçar a cooperação econômico-comercial entre os dois povos.Os dois países, já sustentavam uma relação diplomática desde os anos 70, tanto que o Bahrein exerce o quarto lugar em transações comerciais com o Brasil.

Durante seu discurso na nova embaixada, o mandatário brasileiro, frisou a relevância da relação entre as duas nações. Logo após o evento, Jair Bolsonaro se reuniu com o rei do Bahrein Hamad Isa Bin Kalifa, no Palácio Real, com a intenção de afunilar o relacionamento com os países do Golfo Pérsico.


Cliente Arko fica sabendo primeiro

Assine o Arko Private, serviço Arko para pessoa física, e tenha acesso exclusivo a um canal privado de interatividade e alertas em tempo real, além de relatórios, Lives Exclusivas e eventos especiais com figuras notáveis da nossa rede de contatos.