Os governadores de São Paulo, João Doria, e do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, em convenção do PSDB. Foto: Divulgação/PSDB
Os governadores de São Paulo, João Doria, e do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, em convenção do PSDB. Foto: Divulgação/PSDB

O PSDB confirmou que a votação para a escolha do candidato à presidência do PSDB ocorrerá no domingo (28). Após confusão devido a falha no sistema de votação eletrônica durante as prévias, o PSDB está em clima de tensão.

Em nota, o partido informou que aguarda a manifestação da Faurgs (Fundação de Apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul), responsável pelo desenvolvimento do aplicativo, até terça-feira. Caso a empresa não apresente garantias concretas de viabilidade e segurança, o partido recorrerá à tecnologia privada para concluir o processo das prévias.

Conflitos

Internamente, avalia-se que todo o processo conturbado das prévias pode deixar sequelas desnecessárias.

O ex-prefeito de Manaus, Arthur Virgílio, por exemplo, atacou o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, e o acusou de querer atrapalhar as eleições. Antes, Virgílio havia se referido a Aécio Neves (MG) como a maçã podre do partido.

Mesmo a definição de quando retomar a votação foi motivo de desentendimento público. Antes da decisão tomada hoje pela presidência em conjunto com os pré-candidatos, cogitou-se a ideia de realizar as prévias em fevereiro. Eduardo Leite, cobrou em nota, que o partido retomasse a votação em 48h, ou seja, até esta terça-feira (23).


Cliente Arko fica sabendo primeiro

Assine o Arko Private, serviço Arko para pessoa física, e tenha acesso exclusivo a um canal privado de interatividade e alertas em tempo real, além de relatórios, Lives Exclusivas e eventos especiais com figuras notáveis da nossa rede de contatos.