Divulgação

O Governo Federal, anunciou na última semana o lançamento do primeiro edital do programa Médicos pelo Brasil, criado em 2019, que substitui o programa Mais Médicos. O objetivo é expandir e melhorar o atendimento pelo Sistema Único de Saúde. 

Entre as mudanças propostas pelo projeto está a formação em medicina de família e comunidade, reajuste de salário, avaliação de desempenho, plano de carreira, e gratificação para a atuação em áreas remotas e de saúde indígena. 

Inicialmente estão previstas 5 mil vagas para início já no primeiro semestre de 2022. No entanto, não haverá suspensão dos contratos vigentes do antigo programa “Mais Médicos”. Os profissionais atuantes poderão concluir o período estipulado em contrato.

De acordo com o secretário de Atenção Primária do Ministério da Saúde, Raphael Câmara, gestores e profissionais têm sido ouvidos para o aprimoramento do programa. “Por isso, afirmo que é prioridade do Médicos pelo Brasil contemplar os municípios mais pobres e que mais necessitam dos serviços de saúde”,disse.