Congresso Nacional ganharia mais força no semipresidencialismo ou no parlamentarismo. Foto: Leonardo Sá/Agência Senado
Congresso Nacional ganharia mais força no semipresidencialismo ou no parlamentarismo. Foto: Leonardo Sá/Agência Senado

Na quarta-feira (27/10) às 9h, o plenário 13 do Senado, vai instalar a Frente Parlamentar de Recursos Naturais e Energia (FPRNE), uma iniciativa do mandato do Senador Jean Paul Prates (PT/RN). A iniciativa é uma associação suprapartidária criada pela Resolução do Senado Federal nº 19/2021 e pode ter como membros senadores e deputados.

A Frente tem finalidade de promover articulações, debates e outras iniciativas a respeito de políticas públicas e medidas que estimulem o uso sustentável de recursos naturais, a geração e o consumo responsável de energia.

Em comunicado divulgado para imprensa, o Senado afirmou que o mundo convive com a perspectiva de esgotamento dos recursos naturais. “Se continuarmos no atual ritmo de consumo e de degradação ambiental, anunciam-se tragédias de grandes proporções”, disse a nota.

Entre as motivações da Frente está a necessidade de “abraçar o conceito de desenvolvimento sustentável, que busca satisfazer as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade das gerações futuras de satisfazerem as suas próprias necessidades, fazendo uso razoável dos recursos da terra e preservando as espécies e os habitats naturais”.

Os integrantes da Frente vão debater questões como o atual modelo de geração de energia e seus efeitos nocivos para o meio ambiente. A FPRNE quer colaborar para a transição energética no Brasil. “O trabalho da Frente vai contribuir para que o país volte a ser um interlocutor de destaque no debate de questões ambientais mundiais”, conclui a nota.


Cliente Arko fica sabendo primeiro

Assine o Arko Private, serviço Arko para pessoa física, e tenha acesso exclusivo a um canal privado de interatividade e alertas em tempo real, além de relatórios, Lives Exclusivas e eventos especiais com figuras notáveis da nossa rede de contatos.