Divulgação

A Comissão de Finanças e Tributação da Câmara aprovou o parecer do deputado Jerônimo Goergen (PP-RS) ao projeto que trata da desoneração da folha. Agora, o relator pretende levar, ainda nesta quarta-feira (15), ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), pedido de urgência para a matéria. De acordo com o relator, a ideia é votar, pelo menos a urgência, já na próxima semana.

O Projeto de Lei 2541/21 propõe prorrogar até 2026 a validade da Lei 12.546/11, que permite que alguns setores substituam a contribuição previdenciária da folha de pagamentos por uma porcentagem da receita bruta das empresas.

O autor do texto, deputado federal Efraim Filho (DEM-PB), afirma que a desoneração é um dos principais meios para garantir o aumento da competitividade econômica e estimular a geração de empregos. “Taxar quem emprega não é a solução, é preciso manter a desoneração da folha”, defende.

Ele explica que o impasse sobre o projeto no momento é convencer o Ministério da Economia e o governo sobre a necessidade da prorrogação. “Se a reforma tributária ampla não saiu, extinguir (a folha) é a pior das soluções”. Segundo ele, o governo só tem a ganhar. “É um jogo de ganha ou ganha, porque para o governo não tem perda, ela já existe hoje. Para o setor produtivo ela permite planejar e até ampliar investimentos em um momento de retomada da economia”.

“Nós temos hoje um momento de extrema preocupação, uma situação muito vulnerável a respeito da geração de empregos como grande desafio do Brasil para 2022. Não só gerar como preservar os que já existem”, destacou o deputado Efraim na abertura da sessão. Na próxima quarta-feira (1/9), os congressistas devem discutir o texto com integrantes do governo.

A estimativa da Receita Federal é de que o impacto da desoneração da folha de pagamentos em 2021 seja de R$ 7,614 bilhões. Em 2020, o valor foi de R$ 8,248 bilhões. Essa projeção leva em consideração a projeção da massa salarial, pela Secretaria de Política Econômica (SPE), e os contribuintes que efetivamente estão se utilizando dessa política.


Cliente Arko fica sabendo primeiro

Assine o Arko Private, serviço Arko para pessoa física, e tenha acesso exclusivo a um canal privado de interatividade e alertas em tempo real, além de relatórios, Lives Exclusivas e eventos especiais com figuras notáveis da nossa rede de contatos.